Show simple item record

dc.date.accessioned2018-12-06T11:33:44Z
dc.date.available2018-12-06T11:33:44Z
dc.date.issued2018-12
dc.identifier.citationOrganização Pan-Americana da Saúde. Interações socioculturais dos médicos cubanos participantes do Programa Mais Médicos no Brasil. Brasília, D.F. : OPAS; 2018.en_US
dc.identifier.isbn978-92-75-72047-9
dc.identifier.urihttp://iris.paho.org/xmlui/handle/123456789/49676
dc.description.abstractO Programa Mais Médicos (PMM) foi criado no Brasil, em 2013, no contexto da necessidade de ampliar e garantir o acesso e a cobertura dos cuidados básicos de saúde, principalmente para a população com maior vulnerabilidade social. Trata-se de uma iniciativa de natureza holística, criada não só para resolver o problema da escassez de médicos no país, mas também para assegurar o desenvolvimento de capacidades para os cuidados básicos, e investir na infraestrutura necessária e na formação do pessoal de saúde, tanto em quantidade como em qualidade. Finalmente, o recrutamento de médicos tem caráter de emergência, pois visa preencher lacunas de cobertura em municípios carentes. O PMM trouxe impactos desde seu início, sendo percebido de forma positiva pelas populações-alvo, permitindo assim superar as fortes críticas a que foi submetido por alguns segmentos da sociedade, inclusive da corporação médica. O fato é que o Programa se constitui atualmente como autêntica “marca” em saúde pública, em termos de satisfação de usuários e gestores e de resolução de problemas de saúde da população brasileira. Este livro apresenta uma nova visão sobre o PMM, ainda pouco explorada, ao adentrar nos cenários de prática para responder perguntas importantes a respeito das interações socioculturais dos médicos cubanos recrutados, com a intenção declarada de produção de conhecimento, mas também para promover melhorias na participação de estrangeiros ainda limitada na atenção primária que o SUS oferece à população. Sua leitura virá apresentar percepções, memórias e até mesmo explicações para quem, de uma forma ou de outra, está associado ao desenvolvimento do PMM, particularmente àqueles com posição comprometida com a saúde e com o reconhecimento dos cuidados primários de saúde, como o verdadeiro caminho para o desenvolvimento do sistema de saúde.en_US
dc.language.isopten_US
dc.publisherOPASen_US
dc.subjectSistemas Nacionais de Saúdeen_US
dc.subjectMédicos de Atenção Primáriaen_US
dc.subjectAtenção Primária à Saúdeen_US
dc.subjectBrasilen_US
dc.titleInterações socioculturais dos médicos cubanos participantes do Programaen_US
dc.typePublicationen_US
dc.rights.holderPan American Health Organizationen_US
dc.contributor.corporatenameOrganização Pan-Americana da Saúdeen_US
paho.isfeatured0en_US
paho.publisher.countryBrazilen_US
paho.publisher.cityBrasília, D.F.en_US
paho.source.centercodeUS1.1en_US
paho.subjectCat 4. Health Systemsen_US
paho.iswhotranslationNoen_US


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record